Como assim brechó de palavras?



video


O romantismo gerou concepções de "cafonice" e bobagens à parte nos corações mais jovens. Nos dias atuais, escrever versos e cartas de amor tornou-se quase antiquado. A "onda" do momento é "ficar" e no máximo ter uma música que lembre o outro.

Estamos vivendo a "sociedade dos amores descartáveis", o termo "rolo", "ficar", "dar um tempo" transformaram-se em situações naturais num relacionamento. Onde foi parar o amor nesse jogo? Permaneceu apenas nos versos ou no coração de um poeta? Talvez esquecido na flor...

O ficar é uma forma de ambos se "curtirem" sem compromisso uma espécie de "teste" para conhecer o beijo, a "pegada" da pessoa, caso não goste, o homem ou a mulher "abrem", isto é, terminam. Viver um "rolo" é o mesmo de estar vivendo um caso, ou seja, namoro informal.

Resolvi dar um tempo e pensar na relação! Essa frase é clássica nos relacionamentos mais longos, das duas uma: ou a pessoa deseja conhecer outras, ou está indeciso com a relação. Nesse momento, só resta esperar a decisão. O grande problema desta fase é a dor da espera e a não definição dese "tempo". Nesse caso, a pergunta que não quer calar: Onde está a conversa e o companheirismo?

O Brechó traz à tona através das palavras o que a sociedade moderna dita como retrógrado e mais vulgarmente dito como "velho". Este blog resgata o ímpeto do amor, a essência escondida que precisa despertar, pode parecer ridiculamente brega, mas ninguém consegue viver de forma sadia sem o amor. O convite a uma boa leitura trará à sua alma ao menos uma ponta de felicidade.



Carla Gomes

2 comentários:

Phamella Menezes 6 de agosto de 2010 16:21  

Minha cara, desde os mais remotos tempos, essa é uma questão bem difícil de definir, o que é o amor? Virou canção, livros, filmes, peças, discussões em mesas de bares, não se chegando a conclusão alguma. Posso dizer, sem querer falar bonito ou detalhadamente, que se deixar escapar um amor e/ou tratá-lo com banalização, é um dos atos mais covardes que alguém pode cometer mas, parece que está em voga no momento. Mal do século ou cafonice, não sei. Só sei que, até hoje procura-se uma explicação para o que é o amor e suas sândices, talvez seja cômodo não amar, para assim, não se machucar.
Phamella Menezes

♫♪♥ਹ น ℓ ↑ ä ห ö(•̪●)♪♫҉♥ Contador de Estrelas *_* 8 de agosto de 2010 12:36  

Aceito o seu convite... e tenho certeza de que nao vou me arrepender.
beijao!

Postar um comentário

Obrigada pela visita, um ótimo dia!

www.brechodepalavras.blogspot.com

Uma palavra ao coração e uma confissão ao mundo.

A pena que espeta a palavra

Minha foto
"O verdadeiro sábio é aquele que assim se dispõe que os acontecimentos exteriores o alterem minimamente. Para isso precisa couraçar-se cercando-se de realidades mais próximas de si do que os fatos, e através das quais os fatos, alterados para de acordo com elas, lhe chegam." Fernando Pessoa

Conheça este blog e descubra sua essência!

"Coração é terra que ninguém anda", já dizia minha vó, e continua sendo assim na era do GPS. O órgão vital que pulsa e controla nossas emoções, deleta as razões quando se trata de amar!

O blog foi pensado com objetivo de despertar o que a maioria tenta esconder O SENTIMENTO, amor, ódio, tristeza, alegria todas as sensações que são latentes em nosso interior e constitui nossas ações. O seu coração precisa de umas horas diárias de poemas, poesias que inspirem seu dia e o torne alguém forte e renovado.

Almejo transmitir a clareza dos sentimentos de tal forma a desatar nós e fazer reviver uma alma que talvez esteja morta e desistente.

By Jornalista Carla Gomes


Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

Pesquisar este blog

Total de visualizações de página

Seguidores e parceiros

carla Gomes. Tecnologia do Blogger.