O Natal diferente





           Esses dias eu tenho refletido muiito sobre a importância da família, o natal se aproxima e as pesssoas correm aos supermercados e ficam enlouquecidas com os quitutes e lá se vai o décimo terceiro em guloseimas natalinas. Por todas as turbulências que vivenciei esse ano, eu me aproximei mais da minha mãe e comecei a entender melhor esse tipo de relacionamento o qual possui tantos "altos e baixos".
Olho pro rosto da minha mãe e percebo  a pele com rugas e cansada, o tempo nao passou so pra mim
mas para ela também. Nós demoramos a entender a grandeza do amor de mãe, o excesso de cuidado chega ao ponto de nos envergonhar, todavia o zelo é instintivo nada o impedirá.
Diariamente por maiores que sejam as broncas, digo o quanto a amo e sou grata por cada colo concedido nos momentos de solidão e fraqueza. O natal será a partir desse ano diferente dentro dos meus conceitos, celebrarei o nascimento de Cristo contudo não esquecerei de reconhecer o fundamental na tragetória aqui na Terra, minha mãe e os que me amam, me estendem suas mãos quando necessito continuar.
           O nascimento de Jesus, simboliza acima de tudo o nascimento do amor porque Ele é o amor. O tempo de cada um é escrito num livro desconhecido por nós, portanto cada segundo que respirar lembre-se de sentir seus pulmões e agradecer por eles e tudo o que torne possível a sua permanência aqui.
À você feliz natal que a cada dia germine o amor em vosso coração.

Mais um dia


Uma palavra quebra um coração, mas um sorriso constrói uma nova possibilidade de ser feliz em um dado momento.
Hoje está um dia triste sem muitas palavras e muitas lágrimas...

O dia mal

O dia em que me dei conta do que estava acontecendo comigo, fiquei diante do computador e olhei por muito tempo a tela vazia. Assisti à um vídeo e aquela mensagem  pôs  fim ao meu pessimismo, a força que as palavras possuem é terrivelmente impressionante. Há algo mágico nas palavras, onde o pronunciador delas torna-se um canal que flui as mais incríveis sensações. Aos que acreditam em Deus, como eu , ouvem a voz de Deus em meio a um silêncio profundo.
Por alguns meses sofri, chorei sem motivo algum, dores intensas no peito explodiam por dentro anunciando na minha mente a própria morte. Suor frio, mãos trêmulas e o medo de viver, será que hoje terei a mesma sensação tenebrosa de ontem? Acaso o fim chegará no próximo instante? Os médicos dizem que não! Todos afirmam que tudo isso é produto da minha mente, é estarrecedor como consigo criar um verdadeiro filme de terror do qual sou a vítima? Doença da alma, possessão, síndrome...muitas são as especulações.
Perante a tudo o que tenho passado ultimamente, tive que admitir que  eram os dias de provação. Muitos podem até rejeitar a filosofia cristã, diversas são as doutrinas o que nos resta á a verdade: Deus é único e prevalece sobre todo entendimento e questionamento humano. Foi difícil crer que o Pai da humanidade permitiu todo esse sofrimento, indas e vindas de hospitais nas madrugadas do Rio de Janeiro, apenas para me provar que Ele exerce todo o poder na minha vida e me consola de forma que nem mesmo minha mãe conseguiu nas crises que enfrentei. Apertava as mãos cansadas da minha mãe buscando força e pedindo-lhe que me deixasse viver, agonia tão grande que me arrastava ao declínio. Vários remédios para controlar minhas emoções, inibir meus desejos.Já imaginaram não poder mais sentir intensamente nada, caso contrário, seu coração entraria em desespero e o corpo em tremor e dormência ? Nessa imensa tragetória pude concluir que é muito difícil alguém que jamais tenha passado por isso compreender a dificuldade de superar-se, afinal não qualquer superação é a superação. O indivíduo tem que vencer a si mesmo, todos os temores e complicações, somente Deus para penetrar onde psicólogo nenhum penetra. Com ajuda de Deus, orando e pedindo a cura, Ele mostrou - me que eu não estava doente, endemoninhada, oprimida como algumas igrejas costumam falar, era o inverso, Ele estava "tratando - me". Entenda,  cada pessoa é "tratada" por  Deus de uma maneira particular, só Ele sabe como e o que deve fazer para tornar você uma pessoa melhor e capaz de conviver com a esfera física e metafísica. 
A morte não precisa ser encarada como algo apavorante, Deus te faz absorver todo o medo que esta palavrinha causa, o Pai segura a tua mão até a última hora e eis que tudo se faz novo. A dica que deixo aos caros amigos: Converse sempre com Deus, agradeça ainda que não ache motivos para tal ,  o simples   motivo de estarmos vivos faz jus à gratidão. Lembre-se ao acordar de pedir ao teu Soberano força e renovo a cada manhã e que não te falte o amor de Cristo Jesus. Amém!



Jornalista Carla Gomes

O poeta e a palavra

 
 
 
 
Hoje revi meus pensamentos, benditas palavras que ecoam num único vazio.

Ser breve na descrição do meu raciocínio, não basta para tantas almas cansadas

e calejadas do tempo.

É preciso respeitar o que pensa o poeta, embora se diga "louco"!

Em meio a loucura nascerão as grandes transformações da humanidade.

Chama




A vida às vezes parece um flash de luz.
Me ilumine outra vez! Que não se apague esse momento, te suplico!
Anjo, olhe só por mais um momento dentro dos meus olhos e descubra o meu profundo.
A ida pode ser o fim, não permita o obscuro. Reflita no dia em que segurei forte sua mão e confortei-te em meus braços.
Seu semblante, meu raio de sol de todas as manhãs.
Teu sorriso explode uma constelação e liberta os meus sentidos.
Minh’alma anela seu afago e dilata-se feito tocha de fogo me consumindo, me salva!

O passado em mim

 
Pouco antes das onze horas da noite, minha cabeça pesou sobre o travesseiro.
A cama, com cheiro do passado, transportou-me há mais ou menos 50 anos onde tudo aconteceu.
Eu era uma menina feliz, contagiante. Abria a janela e olhava a vida, achava-a interessante. Meus pais nem preocupavam-se com o que o futuro prepara àquela menina dócil e de alma ingênua.
Acreditavam que era esperta demais para ser enganada pela vida.
Mais tarde, com meus 16 anos, coração em flor, pus inquietações nos 17 anos do mancebo Eurico, rapaz humilde e farto de amor pra dar.
Apesar das curtas palavras, os nossos beijos afogavam -  se no amor...
Nossa história assim Deus escrevia, um amor que nascera feito rio, não sabíamos onde findava, reconhecíamos que havia nascente; e esta conservava-se dentro de nós.
O coração saltava; Eurico engasgou as emoções contidas na garganta. Foi quando mais calmo disparou:
- Queres ser minha para sempre?
Isentamos, como de costume, as palavras e nos entendemos pelo beijo sincero e doce. que compunha desde o princípio nosso amor.
Ah... os beijos do meu amado! Jamais coubera em mim tamanha ternura e tão irresistível paladar.
Finalmente, a virgem, intacta de alma, de agora em diante usaria aliança no dedo e teria um homem pra cuidar.
Lavava. Cosia. Passava as roupas de Eurico, exceto no nono mês, quando dei à luz um menino, que a morte fez questão de ser a primeira a embalar ainda em parto. Bebi em cálices fundos as lágrimas da minha dor; por sorte, Eurico aliviava a ferida.
Infelizmente, a ingratidão não parou por ai: meu querido esposo, foi levado de meus braços enquanto fazíamos amor. Num segundo seus lábios pararam nos meus e gelaram.
Sentia - me violentada pela morte, frustrada pelo destino. Vazia.
Num ímpeto fui beijada pelo amanhacer, e o mesmo trouxe-me de volta a esta cama, à esse quarto.
Fechei a janela e ofusquei a luz do solque insistia em fazer o ambiente sorrir, Repousei o meu passado em cada canto da vida e da morte e espalhei na alma a saudade de um passado que vive em mim.


Carla Gomes

Enlace



O que seria casamento? União de corpos, o encontro da alma gêmea, incógnita?
Se pudesse penetrar no seu coração, seria como a chuva que desvia do sólido e preenche todo o lugar.
Parece loucura crer nas palavras sacramentadas e seladas com um beijo.
Desejaria entranhar no teu interior e desvendar o que menos importa pra você.
Trazer à tona o que tens de mais lindo e profundo
O enlace poderia nos levar a perfeição, mas tudo o que deixou foram lágrimas...
Quem possui a culpa o traído ou o pérfido?
Culpados, injustiçados? Existe um inocente fruto dos doces momentos.
Uma fusão minha e tua, o melhor de nós!
Até que a morte nos separe! O que morre não é o físico é maior que isso, tu compreendes a intensidade do sentimento?
Confio no amor verdadeiro, no coração doente e nas palavras de sangue.
O pouco ouvir e o muito falar é vazio, palavras queimadas que inflamam o coração
A sabedoria das alianças é o simples fato de serem físicas e quase espirituais.



        Carla Gomes

Alma




Meus pensamentos estão específicos na busca do entendimento.
Meus olhos vêem além da eternidade.
A renovação do espírito é a cura da alma.



Carla Gomes


Selvagem mulher




Quem és tu selvagem mulher?
De alma profunda e olhar perdido...
O que tu guardas nestes teus lábios errados,
que me fez morrer cansado de tanto amar?





Anjo


Como assim brechó de palavras?





O romantismo gerou concepções de "cafonice" e bobagens à parte nos corações mais jovens. Nos dias atuais, escrever versos e cartas de amor tornou-se quase antiquado. A "onda" do momento é "ficar" e no máximo ter uma música que lembre o outro.

Estamos vivendo a "sociedade dos amores descartáveis", o termo "rolo", "ficar", "dar um tempo" transformaram-se em situações naturais num relacionamento. Onde foi parar o amor nesse jogo? Permaneceu apenas nos versos ou no coração de um poeta? Talvez esquecido na flor...

O ficar é uma forma de ambos se "curtirem" sem compromisso uma espécie de "teste" para conhecer o beijo, a "pegada" da pessoa, caso não goste, o homem ou a mulher "abrem", isto é, terminam. Viver um "rolo" é o mesmo de estar vivendo um caso, ou seja, namoro informal.

Resolvi dar um tempo e pensar na relação! Essa frase é clássica nos relacionamentos mais longos, das duas uma: ou a pessoa deseja conhecer outras, ou está indeciso com a relação. Nesse momento, só resta esperar a decisão. O grande problema desta fase é a dor da espera e a não definição dese "tempo". Nesse caso, a pergunta que não quer calar: Onde está a conversa e o companheirismo?

O Brechó traz à tona através das palavras o que a sociedade moderna dita como retrógrado e mais vulgarmente dito como "velho". Este blog resgata o ímpeto do amor, a essência escondida que precisa despertar, pode parecer ridiculamente brega, mas ninguém consegue viver de forma sadia sem o amor. O convite a uma boa leitura trará à sua alma ao menos uma ponta de felicidade.



Carla Gomes

www.brechodepalavras.blogspot.com

Uma palavra ao coração e uma confissão ao mundo.

A pena que espeta a palavra

Minha foto
"O verdadeiro sábio é aquele que assim se dispõe que os acontecimentos exteriores o alterem minimamente. Para isso precisa couraçar-se cercando-se de realidades mais próximas de si do que os fatos, e através das quais os fatos, alterados para de acordo com elas, lhe chegam." Fernando Pessoa

Conheça este blog e descubra sua essência!

"Coração é terra que ninguém anda", já dizia minha vó, e continua sendo assim na era do GPS. O órgão vital que pulsa e controla nossas emoções, deleta as razões quando se trata de amar!

O blog foi pensado com objetivo de despertar o que a maioria tenta esconder O SENTIMENTO, amor, ódio, tristeza, alegria todas as sensações que são latentes em nosso interior e constitui nossas ações. O seu coração precisa de umas horas diárias de poemas, poesias que inspirem seu dia e o torne alguém forte e renovado.

Almejo transmitir a clareza dos sentimentos de tal forma a desatar nós e fazer reviver uma alma que talvez esteja morta e desistente.

By Jornalista Carla Gomes


Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

Pesquisar este blog

Total de visualizações de página

Seguidores e parceiros

carla Gomes. Tecnologia do Blogger.